pt eng fr

No Meu Quarteliê

Rio de janeiro . 10 jan 2018

O Meu Quarteliê nasceu quando eu ainda morava na vida da Dona Amélia, em 2016. Fazia anos que eu vinha alugando quartos por aí e, nessa pequena casa de vila, eu morava com pelo menos mais 4 pessoas. Era natural que eu passasse muito tempo no quarto. Um dia eu colei algumas pinturas na parede, larguei o emprego (trabalhava em uma agência de marketing) e resolvi rabiscar todos os dias. O quarto tinha virado um templo e, algum tempo depois, pessoas próximas passaram a frequenta-lo em troca de dicas de aquarela. Quando dei por mim, aquele pequeno quarto onde eu fazia tudo acontecer já era, afinal, o Meu Quarteliê!

Depois que comecei a dar aulas no Espaço Rosa Vento, senti necessidade de expandir para um espaço maior, talvez finalmente uma casa só minha. Encontrei o lugar ideal no Largo do Machado, bem na porta do metrô.

Concentrei meus livros ilustradas em longas prateleiras ♥, organizei todo o material de desenho e pintura num armário destinado só para isso, coloquei meus quadros na parede, uma mesa larga e branca no centro, cortinas floridas na janela e uma samambaia para dar boa sorte. O Meu Quarteliê estava finalmente pronto, se provando sonho possível. E, desde então, ofereço o curso regular de Ilustração em Aquarela para Curiosos também em casa.

Nesse ano as aulas no Quarteliê as aulas voltam agora dia 16 de fevereiro e, se tiver interesse, não hesite, é só entrar em contato para marcar a sua aula experimental.  🌻

 

Tarcila Alvarenga
Tarcila Alvarenga
Comentários

Deixe seu comentário

Aquarela no Rosa

Aquarela, aulas, Rio de janeiro . 05 nov 2017

Acho que a coisa mais maravilhosa que me aconteceu no ano de 2017 foi ter entrado para a equipe de professores fixos do Espaço Rosa Vento. Este espaço, gerido por um grupo mínimo de 3 mulheres tão idealistas quanto guerreiras, tem por objetivo oferecer cursos e oficinas terapêuticas de cunho holístico voltados para a auto-cura e o autoconhecimento.

Inicialmente o Rosa se situava na charmosa Vila do Largo do Machado. Mas um dia o Rosa cresceu, se mudou para uma casa nova no melhor point do Humaitá, e montou um Espaço de Criação onde atividades manuais ganharam lugar para florescer. Crochê, bordado e agora também a aquarela compõe um pouco esse espaço já tão querido por mim.

Eu nunca havia, até então, oferecido aulas para adultos e, na minha primeira aula aberta, eu estava muito nervosa mesmo. Mas tive a grande sorte de encontrar pessoas incríveis que confiaram no meu trabalho e se inscreveram no nosso curso, fazendo de mim uma profissional mais confiante e uma pessoa melhor, certamente. Descobri que amo dar aulas e já espero, em paralelo aos meus projetos ilustrados, poder fazer isso para sempre.

Tarcila Alvarenga
Tarcila Alvarenga
Comentários

Deixe seu comentário

Aula aberta no Solar

Aquarela, aulas, Rio de janeiro . 04 nov 2017

Fui convidada à fazer uma aula aberta no maravilhoso Solar do Cosme, uma pousadinha super charmosa que fica no bairro do Cosme Velho, ao pé do Cristo Redentor e, literalmente, escondida na floresta!

A ideia da Marcia, proprietária da pousada, era trazer para o Solar uma experiência nova tanto para os hóspedes quanto para os inscritos no programa, visto que a casa, além de receber pessoas de todas as partes do mundo, também abriga eventos diversos de cunho artístico, cultural e gastronômico.

No total foram 4 aulas abertas, um fim de semana cheio, onde eu conheci muita gente bacana com curiosidade/ vontade de aprender e eu pude compartilhar um pouco dos meus conhecimentos aquarelísticos.

Mais fotos desses dias lindos você encontra aqui. 🙂

Obrigada, Solar, por nos receber tão bem! E até a próxima!

Tarcila Alvarenga
Tarcila Alvarenga
Comentários

Deixe seu comentário

Feirinha da General

Aquarela, Rio de janeiro . 28 out 2017

No bairro das Laranjeiras, no Rio de Janeiro, onde morei por muitos anos desde os tempos da escola, acontece todos os sábados a tradicional feirinha da General Glicério. Mesmo quando a família resolveu se mudar de bairro, todo sábado pela manhã retornávamos à feirinha da General para comprar flores e temperos, tomar a caipirinha do Luizinho e assistir ao chorinho na praça. Um ano mais tarde, como era de se esperar, retornamos para o bairro das Laranjeiras, onde meus pais vivem até hoje.

Foi inspirada nessas lembranças gostosas que eu pintei essas barraquinhas de feira.

Tarcila Alvarenga
Tarcila Alvarenga
Comentários

Deixe seu comentário

1 2 3 4 5 6